sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Check-in

Depois de terem aturado os meus devaneios devido à falta de sexo, vou finalmente juntar-me ao coiso e tal que está temporariamente lá p'ra Paris de França e soltar o leão. Não que me lembre muito bem do que é que isso seja (o sexo) nem de como se faz, mas estou confiante na recuperação da minha memória a longo prazo.

Despejei o meu filho cão para casa da minha amiga Enxovalhada (aquela que tem menos instinto maternal que o Carlos Silvino). Acho que só vai passeá-lo porque dá um ar de pessoa com sentimentos e doce e meiga e pode resultar no engate. E porque o pêlo  do bicho condiz com a pele das botas.

Despejei as minhas filhas (Beyoncé e Mariah) para casa da minha amiga Badalhoca. Vou confiar na pequenez dos bichos como factor desmotivante dos impulsos sexuais dela. Não que morressem afogadas claro... é pelo choque térmico.
Acho que só aceitou tomar conta delas porque ameacei em pleno facebook que iria despejá-las pela sanita abaixo caso ninguem se oferecesse como sitter. A minha irmã ficou horrorizada. Não sei o que é que é pior: ela acreditar que faria isso ou ela continuar a falar comigo sabendo que as deitei na retrete.

E cá estou, pronto para voar sob turbulência em modo tranquilidade. Trago o livro Fanny Hill: Memórias de uma Prostituta portanto duvido que note alguma despressurização no meio do deslumbramento.

Prometo relatos extensos diários (mais para mim do que para vocês, mas são livres de ler se quiserem). E pronto... enquanto não vislumbro a Torre Eiffel, vou espreitar quanto é que a Fanny cobrava por sexo anal sem beijo.

5 comentários:

XL disse...

Boa Viagem e não te percas

Rita Jovi disse...

Boa viagem. Aproveita, Paris é uma cidade linda! E mata as saudades todas...

Pink World Fabuloutin disse...

É o 37!!! :p

Gato disse...

Boa viagem!

Laura disse...

Bon voyage... Diverte-te!