sábado, 9 de junho de 2012

Cá p'ra mim a guerra do Pingo Doce foi boato.

Hoje fui ao Pingo Doce munido de ânimo para enfrentar actos de pugilismo e "arranca-cabelos". Ponderei levar uma arma escondida nas cuecas mas pensei que duas latas de feijão da Compal seriam suficiente para arrematar alguém à inconsciência. Isto tudo a propósito da promoção dos 50% sobre produtos portugueses do Pingo Doce.

Cheguei ao local de combate à procura da primeira velha para atropelar e partir perninhas em jeito de aquecimento e qual o meu espanto quando chego lá e está tudo calmo, qual pássara abandonada. Tudo em modo tranquilidade, prateleiras cheias de Sagres em véspera de jogo, o feijão da Compal lá intocado como se padecesse de sífilis.
Eu até percebo que há produtos portugueses que são uma valente merda mas, e o patriotismo malta? Estavam lá os empregados todos pintados a rigor e a malta a comprar Coca-cola no Continente?

Uma vergonha é o que eu vos digo. Já não posso contar com o meu país p'ra nada. Nem p'ra puta da batatada. É o fim.

2 comentários:

Xs disse...

lol
Ó homem, eu sei que tu não falas a sério, por isso é que fico descansada!

et voilà... disse...

é normal. ficou tudo sem dinheiro para 6 meses com as compras que fizeram da outra vez...