segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

A culpa é sempre da crise

Porque o Natal ainda não acabou, os jantares de Natal ainda não acabaram por aqui. Hoje tenho o jantar de Natal da faculdade, esses tempos áureos em que se bebia álcool com os cereais e fodia-se entre aulas. Acho eu.
Mas todos crescemos e tornamo-nos gente adulta e, com o acompanhar das sociedades modernas, gente adúltera.

Para relembrar-nos que já todos perdemos a graça, alguns ex-alcoólicos e fornicadores, adopta agora o discurso responsável da crise que está aí. Tudo é desculpa para usar a máxima do "é a crise" aproveitando a deixa para tornar mais socialmente aceite a forretice que sempre esteve por detrás de tantas almas.

Agora sim, já se pode ir a um aniversário com as mãos a abanar porque estamos todos em crise. Já não é vergonha chegar a um casamento de envelope vazio; aliás já nem se leva envelope e ostenta-se orgulhosamente a sua elevada capacidade de contenção e gestão doméstica: come-se tudo e nada se dá. Porque estamos em crise não é verdade? 

E porque a crise aparentemente anda-nos a ir ao cu a todos, e estamos todos a deambular por aí de cu lasso a deitar bocados de merda pela rua sem que nos apercebamos, esta crise já chegou aos jantares de Natal. Aqueles jantares onde já se oferecia uma coisa simbólica de valor estipulado, agora passou a ser um "faça você mesmo". 

Eu não sei fazer nada. A única coisa que sei fazer é esgalhar o meu Zé e já pensei engarrafar a meita em forma de bálsamo anti-rugas. Ou isso ou um "vale uma queca". A julgar pela falta de sexo que por aí paira, o vale seria para muitos uma fortuna inestimável.

Isto tudo para explicar que esta modernice gratuita do faça você mesmo por culpa da crise, fode-me o cu mais do que a própria crise e, a menos de duas horas do jantar, ainda não fiz nada eu mesmo.
Se amanhã virem na rua alguém cheio de meita ressequida cuidadosamente espalhada por todo o rosto... é provavelmente minha amiga.

2 comentários:

Don Draper disse...

A crise é e há-de ser sempre desculpa para tudo.
Em relação ao alcool com cereais e as fodas entre aulas, ainda nao cheguei à parte dos cereais e já tou quase no fim.

et voilà... disse...

Boa sorte!