terça-feira, 16 de julho de 2013

Breve ultimato sobre as redes sociais

O que está a dar agora são as redes sociais. Tudo se faz pelas redes sociais e quase nem vale a pena agendar jantares quando podemos jantar em frente do pc com chat em comunidade. E de cuecas. Até podemos fornicar virtualmente pelas redes sociais sem o contrangimento de ter de expulsar o dito cujo das nossas casas após a entrega. E sem aquele sentimento de auto-flagelação de "qual era a necessidade disto?".

Actualmente tenho facebook e chega-me. Mas ultimamente têm-me chagado a paciência para amigar os meus já amigos do facebook, no linkedin. Eu já sou vosso amigo no facebook. Mas o linkedin é uma rede de contactos profissional.  Já vos conheço há anos e nunca me arranjaram trabalho nenhum, porque é que eu agora havia de partilhar convosco o meu CV? Vão me dar trabalho? Não? Bem me parecia. Então não me fodam o miolo com esse linkedin. Acreditem que me conhecem melhor pelo facebook do que pelo meu CV.

O Twitter é o facebook mas sem imagens. Nem vou entrar por aí.

Na melhor das hipóteses adiro ao orkut que ao menos ainda vejo umas kengas angolanas a mostrar a bufa e ainda dou umas gargalhadas.

2 comentários:

Linda Porca disse...

E aqueles cromos que vão para o Linkedin ao engate? (Directamente copiado de mensagem recebida por lá): "quero ser seu amigo no Linkedin não perdemos nada em fazermos amizade um com outro só amizade nada mais". Desses ainda gosto mais.

Pinky Report disse...

Ahahah... a mim perguntaram-me directamente se não me queria sair com ele... por momentos pensei q estava no Hi5! :/